quarta-feira, 24/julho/2024
ColunaRumo à aprovaçãoLei de abuso de autoridade para concursos - Parte 01

Lei de abuso de autoridade para concursos – Parte 01

abuso-de-autoridade
A Lei 4.898/65, lei que define os crimes de abuso de autoridade caiu 35 (trinta e cinco) vezes, na 1ª fase de concursos para carreiras jurídicas de 2012 a 2016, que cobraram 19 diferentes aspectos.

Saiba como responder cada questão, onde este assunto caiu, e de que forma a banca tenta de induzir a erro.

 

ASPECTO 01

A representação da vítima ao MP constitui condição de procedibilidade para a instauração de ação penal nos crimes da Lei de Abuso de Autoridade (4.898/65)? Qual a natureza da ação penal nestes crimes?

 

COMO RESPONDER À QUESTÃO?

Não, a representação da vítima não é condição de procedibilidade, e a sua ausência não impede o ajuizamento da ação penal pública, logo trata-se de ação penal de natureza incondicionada, conforme Art. 1º da Lei 4.898/65:

“A falta de representação do ofendido, nos casos de abusos previstos na Lei nº 4.898, de 9 de dezembro de 1965, não obsta a iniciativa ou o curso de ação pública.”

Os crimes da Lei 4.898/65 são de ação penal pública incondicionada.

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
07X (SETE VEZES)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
JUIZ DO TJ/AM2016 (CESPE); JUIZ DO TJ/DFT2016 (CESPE); PROMOTOR DE JUSTIÇA DO MP/PR2014 (BANCA PRÓPRIA); PROMOTOR DE JUSTIÇA DO MP/AC2014 (CESPE); DELEGADO DE POLÍCIA DA PC/PR2013 (COPS-UEL, DUAS VEZES); DELEGADO DE POLÍCIA DA PC/GO2013 (UEG);

 

COMO A BANCA TENTA TE INDUZIR A ERRO?

Na prova do concurso para Juiz do TJ/DFT2016 (CESPE), isto foi perguntado de forma indireta:

“As ações penais relativas aos crimes de abuso de autoridade são públicas, condicionadas à representação da vítima.” (FALSO)

 

ASPECTO 02

Quem pode ser o sujeito ativo dos crimes da Lei de Abuso de Autoridade (4.898/65) ?

COMO RESPONDER À QUESTÃO

Art. 5º da Lei 4.898/65: “Considera-se autoridade, para os efeitos desta lei, quem exerce cargo, emprego ou função pública, de natureza civil, ou militar, ainda que transitoriamente e sem remuneração.”

 

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
05X (CINCO VEZES)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
Juiz do TJ/DFT2016 (CESPE, duas vezes); Promotor de Justiça do MP/SC2014 (banca própria); Delegado de Polícia da PC/PR2013 (COPS-UEL); Notários do TJ/MA

 

COMO A BANCA TENTA TE INDUZIR A ERRO?

1 – Mencionando, ainda que indiretamente, que apenas os ocupantes de cargos ou funções públicas remuneradas podem ser sujeitos ativos de crimes da Lei de Abuso de Autoridade, o que é FALSO.

Numa mesma questão, o TJ/DFT2016 mencionou que:

B – “o sujeito ativo do crime de abuso de autoridade é toda autoridade pública, considerada como tal o funcionário público que exerça cargo, emprego ou função em caráter efetivo e remunerado.” (FALSO)

C – “O mesário eleitoral exerce múnus público, motivo pelo qual não pratica o crime de abuso de autoridade, pois o encargo que lhe incumbe não é típico de autoridade pública.” (FALSO)

 

ASPECTO 03

Se um policial civil ou militar for condenado pelo crime de abuso de autoridade, poderá ficar suspenso de suas atividades?

 

COMO RESPONDER À QUESTÃO

Sim, conforme Art. 6º, 5º da Lei 4.898/65 que diz:

“Quando o abuso for cometido por agente de autoridade policial, civil ou militar, de qualquer categoria, poderá ser cominada a pena autônoma ou acessória, de não poder o acusado exercer funções de natureza policial ou militar no município da culpa, por prazo de um a cinco anos.”

 

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
03X (TRÊS VEZES)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
Juiz do TJ/DFT2016 (CESPE); Notários do TJ/BA2013 (CESPE); Delegado de Polícia da PC/GO2013 (UEG);

 

 

ASPECTO 04

Cometerá o crime de abuso de autoridade quem submeter a pessoa que está sob sua guarda ou custódia, a um constrangimento autorizado por lei?

COMO RESPONDER À QUESTÃO?

Não, se o constrangimento a que for submetido a pessoa presa ou sob guarda estiver autorizado por lei, não haverá qualquer crime, em razão da redação do Art. 4º, “b” da Lei 4.898/65, que diz:

“Art. 4º Constitui também abuso de autoridade:

“b) submeter pessoa sob sua guarda ou custódia a vexame ou a constrangimento não autorizado em lei;”

 

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
02X (DUAS VEZES)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
Juiz do TJ/AM2016 (CESPE); Delegado de Polícia da PC/DF2015 (FUNIVERSA);

 

ASPECTO 05

Em que situações o particular poderá ser sujeito ativo dos crimes previstos na Lei de Abuso de Autoridade?

COMO RESPONDER À QUESTÃO?

O particular poderá ser sujeito ativo dos crimes previstos na Lei de Abuso de Autoridade, se os praticar com uma autoridade, e tiver conhecimento desta condição, pois é elementar do crime, sendo circunstância comunicável, conforme o Art. 30 do CP:

“Não se comunicam as circunstâncias e as condições de caráter pessoal, salvo quando elementares do crime”.

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
02X (DUAS VEZES)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
Juiz do TJ/DFT2016 (CESPE); Promotor de Justiça do MP/PR2014 (banca própria);

 

ASPECTO 06

Quem pode ser o sujeito passivo do crime de abuso de autoridade, apenas a pessoa física ou também a pessoa jurídica?

 

COMO RESPONDER À QUESTÃO?

Tanto a pessoa física, quanto a pessoa jurídica podem ser sujeitos passivos do crime de abuso de autoridade, tendo em vista o crime previsto no Art. 4º, alínea h” da Lei 4.808/65, que diz:

Art. 4º Constitui também abuso de autoridade:

  1. h) o ato lesivo da honra ou do patrimônio de pessoa natural ou jurídica, quando praticado com abuso ou desvio de poder ou sem competência legal;

 

QUANTAS VEZES ISSO JÁ CAIU?
01X (UMA VEZ)

ONDE ISSO JÁ CAIU?
Juiz do TJ/AM2016 (CESPE);

Defensor Público na área criminal no Estado da Bahia desde 2008.

Receba artigos e notícias do Megajurídico no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/megajuridico.
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do(a) autor(a)

Most Read

Seja colunista

Faça parte do time seleto de especialistas que escrevem sobre o direito no Megajuridico®.

Últimas

- Publicidade -