Para o ingresso em cursos de pós-graduação stricto sensu, ou seja, mestrados ou doutorados há a necessidade de apresentação de um projeto de pesquisa que posteriormente resultará em dissertação ou tese.

O caminho para uma pesquisa inicia-se com a elaboração de um projeto, ou seja, uma proposta. Conforme a ABNT NBR 15287:2011, projeto compreende uma das fases da pesquisa.
A primeira função do projeto de pesquisa é esclarecer o objetivo principal do trabalho e o caminho (método) para atingir este objetivo.

Assim, o projeto é um roteiro de trabalho, o registro do planejamento de uma pesquisa, ou seja, é a descrição das etapas de um planejamento de ação.

Para a elaboração deste artigo foram utilizadas as normas e diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT NBR atualizadas.

Como elaborar um projeto de pesquisa

Devemos ter em mente que um projeto de pesquisa deve sempre trazer alguns elementos:
• O que se pretende pesquisar;
• Por que se pretende pesquisar o que está sendo proposto;
• A partir de que trabalhos a pesquisa será desenvolvida;
• Como se pretende desenvolver a pesquisa.

Portanto, qualquer trabalho científico é edificado a partir da elaboração de um projeto de pesquisa, onde são pontuadas e delineadas as ideias a respeito do problema a ser investigado e a metodologia que será adotada no desenvolvimento do estudo.

De acordo com as normas ABNT NBR:

O texto deve ser constituído de uma parte introdutória, na qual devem ser expostos o tema do projeto, o problema a ser abordado, a(s) hipótese(s), quando couber(em), bem como o(s) objetivo(s) a ser(em) atingido(s) e a(s) justificativa(s). É necessário que sejam indicados o referencial teórico que o embasa, a metodologia a ser utilizada, assim como os recursos e o cronograma necessários à sua consecução. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2011a, p. 5).

Abaixo as principais normas da ABNT que poderão auxiliar na construção de seu projeto. Trata-se de documentos resumidos da ABNT, contendo as regras, ainda vigentes em 2015:

ABNT NBR 14724 (2011): sobre trabalhos acadêmicos
ABNT NBR 15287 (2011): sobre projetos de pesquisa
ABNT NBR 10520 (2002): sobre citações
ABNT NBR 6023 (2002): sobre Referências Bibliográficas
ABNT NBR 6024 (2012): sobre a numeração das seções (numeração progressiva)
ABNT NBR 6027(2012): sobre sumário
ABNT NBR 12225: sobre Lombada
ABNT NBR 14724(2011): sobre Ilustrações
IBGE/1993: sobre tabelas
ABNT NBR 15287(2011) e ABNT NBR 14724(2011): sobre Notas de Rodapé

É importante ter em mente que a forma como são ordenados, podem variar conforme as características de cada projeto. O roteiro de elaboração de projetos deve se adequar ao curso pretendido.

Estrutura do Projeto de pesquisa

A estrutura de um projeto de pesquisa compreende: parte externa e parte interna (elementos pré-textuais e elementos textuais).

Segundo a NBR 15287:2011 a apresentação do Projeto de Pesquisa deverá ser realizada levando-se em conta a seguinte estrutura:

 

A) Parte externa:

Capa – é um elemento opcional, segundo a NBR 14724:2011, deverá conter nome da entidade para a qual deve ser submetido, quando solicitado; nome do autor; título; subtítulo (se houver); número do volume (se houver mais de um); local (cidade) da entidade onde deve ser apresentado; ano de depósito (da entrega).

Lombada – é um elemento opcional, deve ser elaborada conforme a ABNT NBR 12225. A lombada é a parte da capa do trabalho que reúne as margens internas das folhas, sejam elas costuradas, grampeadas, coladas ou mantidas juntas de outra maneira.

 

B) Parte interna (elementos pré-textuais):

Folha de rosto – é um elemento obrigatório, segundo a NBR 14724/2011, devendo conter: nome do autor; título; subtítulo (se houver); número do volume (se houver mais de um); tipo de projeto de pesquisa e nome da entidade a que deve ser submetido; nome do orientador; local da entidade onde deve ser apresentado; ano de depósito (da entrega). A folha de rosto que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho.

Listas – listas de ilustrações, tabelas, símbolos, abreviaturas e siglas são elementos opcionais.

Sumário – é um elemento obrigatório e deve ser elaborado conforme a ABNT NBR 6027.
É nele que você apresenta os capítulos de seu trabalho e a numeração das páginas. (Cuidado: muita gente confunde sumário com índice).

 

C) Elemento textual:
É parte em que é exposto o conteúdo do trabalho.

Elementos textuais constituem de:

1.  Introdução
1.1.  Tema e Título
2.  Problema
3.  Hipóteses
4.  Objetivos
4.1 Gerais
4.2 Específicos
5.  Justificativa
6.  Revisão de literatura
7.  Metodologia
8.  Recurso
9.  Cronograma
10.  Referências

 

1. INTRODUÇÃO
Introdução ou apresentação: conceituação do tema, delimitação do problema ou do objeto de estudo, possibilitando uma visão geral do trabalho a ser realizado.

 

1.1 TEMA:
O primeiro passo para a elaboração de um projeto é a escolha do tema. O tema do seu projeto deve ser escolhido conforme seu interesse no assunto. É preciso conhecer o problema minimamente para perceber coisas que os outros não conseguem ver.
Quanto ao título seja, claro, objetivo e direto. Preferencialmente escolha um título pequeno. Título grande demais pode se assemelhar a um parágrafo. O título parte do tema e é o “cartão de apresentação” do projeto de pesquisa

A) Delimitação do tema:
Delimitar é colocar “limites” para aprofundarmos e até mesmo facilitar o foco de nossa pesquisa. Conceituação do tema, delimitação do problema ou do objeto de estudo, possibilita uma visão geral do trabalho a ser realizado.
É importante delimitar as questões ou problemas de pesquisa que se pretende abordar e se for o caso, as hipóteses de pesquisa.

 

2. PROBLEMA:
Você deve apresentar o problema da pesquisa, deve identificar qual o problema ou a questão central do seu projeto, ou seja, em meio ao tema escolhido, a que questão (ou questões) você pretende responder. O problema focaliza o que vai ser investigado dentro do tema da pesquisa.

 

3. HIPÓTESES:
Neste item você deve apresentar a hipótese. É importante perceber que a hipótese geralmente se apresenta como uma resposta ao problema.
De acordo com Joaquim Antônio Severino:

“Hipótese é o que se pretende demonstrar e não o que já se tem demonstrado evidente, desde o ponto de partida. […] E nesses casos não há mais nada a demonstrar, e não se chegará a nenhuma conquista e o conhecimento não avança”. (SEVERINO, 2007, p. 161).

 

4. OBJETIVOS
Um projeto de pesquisa deve conter objetivos gerais e específicos.

4.1 Objetivo Geral
O objetivo geral relaciona-se diretamente ao problema. Ele esclarece e direciona o foco central da pesquisa de maneira ampla.

4.2 Objetivos Específicos
Os objetivos específicos definem exatamente o que você espera atingir.
Tanto no objetivo geral quanto no específico, sugerimos a utilização de verbos no infinitivo para a descrição dos objetivos.

 

5. JUSTIFICATIVA:
Você deverá mostrar por que o seu trabalho é importante. Você deverá demonstrar qual o alcance do projeto diante do problema que será abordado? As respostas a estas perguntas constituem a justificativa.

 

6. REVISÃO DA LITERATURA
Talvez seja a parte mais importante de seu trabalho. Por isso, também a mais complexa e onde você deverá dedicar-se mais tempo. Lembre-se que, aqui, você deverá construir um texto bem articulado e bem concentrado. É aqui também que são explicitados os principais conceitos e termos técnicos a serem utilizados na pesquisa, analisando as mais recentes obras científicas disponíveis que tratem do assunto ou que deem embasamento teórico e metodológico para o desenvolvimento do projeto de pesquisa. Nesta etapa você deve articular ideias que conduzam à formulação do problema; ideias estas que deverão estar apoiadas nas referências científicas consultadas.

 

7. METODOLOGIA
Aqui você deve apresentar como pretende realizar seu trabalho, a partir de quais instrumentos. É o caminho traçado para atingir os objetivos do projeto.
Você deve indicar o tipo de pesquisa e as razões para a escolha dos métodos e técnicas adotados. Sinalizar os resultados e conclusões que poderão ser obtidos com a realização da pesquisa. Trata-se de explicação minuciosa, detalhada, rigorosa e exata de toda a ação a ser desenvolvida e de tudo aquilo que se pretende utilizar no trabalho de pesquisa: o tipo de pesquisa (de campo; bibliográfica; descritiva; experimental etc.), o instrumental utilizado, como questionários, entrevistas, formulários entre outros.

 

8. RECURSO
Este item é indispensável a projetos com financiamento. Envolvem os recursos humanos, materiais e financeiros necessários à realização da pesquisa. Devem ser explicitados os resultados práticos esperados com a pesquisa.

 

9. CRONOGRAMA
Importante instrumento não somente em seu projeto, mas em todo o processo de sua pesquisa, este item geralmente se apresenta em forma de tabela ou quadro mostrando os meses, bimestres, trimestres, semestres ou as semanas nos quais se pretende executar cada atividade.
Veja o exemplo abaixo:
cronograma

 

 

10. REFERÊNCIAS
Elemento obrigatório. Aqui devem aparecer todas as fontes utilizadas no seu projeto. Você deve listar, em ordem alfabética, as referências das obras citadas no corpo do projeto de pesquisa. Para referenciar corretamente tais publicações, siga as normas da ABNT (Referências Bibliográficas NBR 6023)

 

D)Elementos pós-textuais:
Parte que sucede o texto e complementa o trabalho.

Glossário
Elemento opcional. Elaborado em ordem alfabética.

Apêndice
Elemento opcional. Deve ser precedido da palavra APÊNDICE, identificado por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelo respectivo título. Utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos apêndices, quando esgotadas as letras do alfabeto. Aqui entrariam, por exemplo, questionários, formulários de pesquisa de campo ou fotografias.

Anexo
Elemento opcional. Deve ser precedido da palavra ANEXO, identificado por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelo respectivo título. Utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos anexos, quando esgotadas as letras do alfabeto. Assim como os apêndices, os anexos só devem aparecer nos projetos de pesquisa se forem extremamente necessários.

 

Nota: Lembrando que a forma como são ordenados, podem variar conforme as características de cada projeto, portanto não significa que o processo de elaboração do projeto tenha que seguir essa ordem.

 

ASPECTOS FORMAIS (Formato)

Formatação para projetos de pesquisa deve ser conforme recomendação da ABNT NBR 14724/2011.

Fonte: Recomenda-se fonte tamanho 12 para todo o trabalho, excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação, legendas e fontes das ilustrações e das tabelas, que devem ser em tamanho menor e uniforme (pode ser tamanho 10). Apesar da ABNT não fazer menção ao tipo de fonte, normalmente é utilizada a Times New Roman.

Espaçamento: Todo texto deve ter espaçamento 1,5 entre as linhas, excetuando-se as citações de mais de 3 linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, tipo de projeto de pesquisa e nome da entidade, que devem ter espaço simples. As referências, ao final do trabalho, devem ser separadas entre si por um espaço simples em branco.
Na folha de rosto, o tipo de projeto de pesquisa e o nome da entidade a que é submetido devem ser alinhados do meio da mancha gráfica para a margem direita.
As notas devem ter um espaço simples a partir da margem esquerda, sem espaço entre elas e com fonte menor.
As referências devem ser separadas entre si por um espaço simples em branco.

Margens : para o anverso, esquerda e superior de 3 cm e direita e inferior de 2 cm; para o verso, direita e superior de 3 cm e esquerda e inferior de 2 cm.

Paginação:  As folhas ou páginas pré-textuais devem ser contadas, mas não numeradas. Numeração deve figurar após a primeira folha da parte textual, aparecendo no canto superior da folha e a 2 cm da borda superior, em algarismos arábicos. No caso de o trabalho ser constituído de mais de um volume, deve ser mantida uma única sequência de numeração das folhas ou páginas, do primeiro ao último volume. Havendo apêndice e anexo, as suas folhas ou páginas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento à do texto principal.

Títulos : Título das seções – deve obedecer à margem esquerda e ser separados do texto que os sucede por um espaço entre as linhas de 1,5. Da mesma forma, os títulos das subseções devem ser separados do texto que os precede e que os sucede por um espaço entre as linhas de 1,5. Títulos que ocupem mais de uma linha devem ser, a partir da segunda linha, alinhados abaixo da primeira letra da primeira palavra do título.
Os títulos sem indicativo numérico – errata, lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, sumário, referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) – devem ser centralizados.

 


Referências:

ABNT NBR 6023: informação e documentação – referências – elaboração. Rio de Janeiro: ABNT, 2002a.

ABNT NBR 6024: informação e documentação – numeração progressiva das seções de um documento – apresentação. 2. ed. Rio de Janeiro: ABNT, 2012.

ABNT NBR 6027: informação e documentação – sumário – apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2003c.

ABNT NBR 10520: informação e documentação – citações em documentos – apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002c.

ABNT NBR 14724: informação e documentação – trabalhos acadêmicos – apresentação. 2. ed. Rio de Janeiro: ABNT, 2005a.

ABNT NBR 15287: informação e documentação – projeto de pesquisa – apresentação. 2. ed. Rio de Janeiro: ABNT, 2011a.

IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993

SEVERINO, Joaquim Antônio. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

 

 

Como citar este texto (NBR 6023:2002 ABNT):
TELES, Vanessa. Como elaborar um projeto de pesquisa MegaJurídico. Disponível em:<https://www.megajuridico.com/como-elaborar-um-projeto-de-pesquisa/>.Acesso em __

Deixe uma resposta