O mercado jurídico está saturado?
Frequentemente você ouve pessoas dizendo que o mercado jurídico anda cada vez mais saturado e por conta disso falta espaço para os novatos. Mas, quem fala isso esquece o fator principal para o mercado não só jurídico mas geral: Quantidade não está relacionada de forma alguma à qualidade. 

Muitos advogados no mercado?

O que isso quer dizer? Simples: O fato de haverem muitos advogados não significa que não haja espaço para advogados novos. Esses novos advogados podem ser tão bons quanto os mais antigos ou até melhores (fator esse que colocaria os veteranos no cantinho do esquecimento). Entretanto o inverso também pode acontecer, ou seja, advogados veteranos e de extrema competência podem acabar tomando um grande espaço do mercado da advocacia, o que dificultaria a entrada da galera que acabou de sair da Universidade e conseguiu o direito de advogar. Tudo pode acontecer!

Temos que lembrar também alguns fatores legais e muito importantes. O primeiro deles é a generalidade. Nenhum advogado de renome trabalha com especificidade em todas as áreas possíveis (podem haver exceções, quem sabe). Geralmente eles se especializam em um determinado campo do conhecimento jurídico para assim terem um total domínio e ganharem o reconhecimento dentro daquele ramo.

 

advogados no mercado

O que isso significa? Que mesmo que você não acabe alcançando o renome e notoriedade que um advogado já conhecido, você terá a possibilidade de explorar outro ramo do conhecimento jurídico e ser tão ou mais reconhecido que ele só que em áreas diferentes (quem decidirá a área será você). Nada impede que você ingresse na mesma área do advogado usado nesse exemplo e consiga mais prestígio que ele, tudo é relativo.

Outro ponto de extrema importância que devemos observar ao afirmar que o mercado jurídico está saturado é que nesse mercado não existe somente a advocacia. A área jurídica é uma das que mais oferecem oportunidades no mercado de trabalho em inúmeras profissões. Ao concluir o curso você não precisa ser necessariamente um advogado.

Você pode estudar para concursos públicos e tentar ingressar na profissão de Juiz, Promotor, Delegado (Estadual e Federal), Procurador Geral da República, Analista Judiciário, Oficial de Justiça, técnico judiciário, escrivão, Policial federal, Defensor público entre outras profissões que a área jurídica pode te oferecer. E para isso não precisa de renome nem prestígio, mas sim de muito estudo, disciplina, foco e determinação.

É como diz o velho jargão: “Para quem é bom espaço não falta”. Na questão de carreiras jurídicas mediante concursos públicos poderíamos melhorar isso para “Para quem é excelente espaço não falta”, pois sabemos que são poucas vagas e um mínimo erro de cálculo te coloca fora do quadro de aprovados. Procure ter uma boa formação em sua Universidade, estude com afinco e acredite que você poderá realizar o seu sonho independentemente da carreira que você quer seguir.

Procure ser o melhor ou estar entre os melhores que sua vaga estará lá esperando você, ou alguém mais atento e mais esforçado pois  concurso não perdoa. Para quem não passa o mercado não só jurídico quanto geral sempre estará saturado, pois essa é a melhor desculpa de uma reprovação. Acredite em seu potencial e lute com todas as forças por seus objetivos, o que é seu encontrará uma forma de chegar até você desde que você batalhe por isso.

 

Lembre-se: Para chegar onde a maioria não chega, é necessário fazer o que a maioria não faz.

Deixe uma resposta