Consumidor: levanta a mão quem está endividado!

Ontem, assistindo o Jornal das 10 da Globo News vi os repórteres se desdobrando para, praticamente, corrigir as informações que divulgaram durante todo o ano. A pauta era endividamento do consumidor, inadimplência em alta constante, comércio varejista penando com as baixas vendas, indústria desesperada, pífio crescimento econômico do país.

Quem trabalha diretamente com os empresários e consumidores, acompanhando o dia a dia do mercado sabe do que estão falando. A meses venho acompanhando o entusiasmo fabricado do governo (e seus especialistas) e criticando.

Fiquei pensando com meus botões: que terá acontecido? A mídia “acordou” e percebeu que estava noticiando falsidades? Houve desentendimento entre os detentores do poder e os caciques da mídia? Onde estão os especialistas que passaram o ano entusiasmados com o bom desempenho do país ou propondo fórmulas mirabolantes e rápidas, negando-se a reunir todos os fatos no mesmo “balaio”, o que inevitavelmente mostraria terrível cenário global do mercado?

Trabalhando diretamente com consumidores e empresários, venho há meses alertando os clientes, amigos e parceiros. Alertando para que busquem formas de financiamento mais baratas, busquem rever seus contratos de financiamento, enxugar suas estruturas e preparar-se para o que vem por aí.

Acreditamos (e agora noticiaram posição similar no jornal) que a Copa não causará grande impacto. Será apenas uma questão pontual. Tudo isso porque se vê claramente o aumento do endividamento das famílias. O comércio varejista em geral sobrevive das pessoas que compram, e se elas não tem dinheiro nem crédito, não compram.

Em 05/11/13 falei um pouco sobre o super-endividamento do consumidor e a responsabilidade do governo, empresas e instituições financeiras nesse endividamento.

E você, consumidor. Está folgado, no limite ou endividado?

Fábio André Malko
Colaborou com o MegaJuridico escrevendo alguns artigos sobre Direito do Consumidor. Formado em matemática, bacharelando em Direito, especialista da área de finanças, direito do consumidor e reestruturação financeira.
[fbcomments]

Deixe uma resposta