quarta-feira, 24/julho/2024
AdvocaciaAtribuindo o valor da causa

Atribuindo o valor da causa

Por Fagner Pias*

E ai pessoal, tudo em ordem?

Bom, hoje falaremos acerca da atribuição ao valor da causa, requisito este que é indispensável a propositura de qualquer demanda, conforme vimos no artigo da semana passada sobre Petição Inicial.
Pois bem!

 

Valor da causa

Observando-se o disposto no artigo 258 e seguintes do CPC:

Art. 258. A toda causa será atribuído um valor certo, ainda que não tenha conteúdo econômico imediato.

 

A toda causa será atribuído um valor certo, ainda que não tenha conteúdo econômico imediato, ou seja, valor da causa é o valor financeiro daquilo que se busca (ainda que incerto).

 

A regra para atribuição do valor da causa encontra-se no artigo 259 do CPC.

Na ação de cobrança de dívida, a soma do principal, da pena e dos juros vencidos até a propositura da ação será o valor da causa.

Já quando há cumulação de pedidos, a quantia correspondente à soma dos valores de todos eles.

Ex.: A entra com ação pleiteando indenização por Danos Materiais na quantia de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e Danos Morais, no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). O valor desta causa será de 25.000,00 (vinte e cinco mil reais).

Sendo alternativos ou subsidiários os pedidos, o de maior valor ou o valor do pedido principal.
Quando o litígio tiver por objeto a existência, validade, cumprimento, modificação ou rescisão de negócio jurídico, o valor do contrato.

Na ação de alimentos, a soma de 12 (doze) prestações mensais, pedidas pelo autor. Ex.: O autor ingressa com ação de alimentos postulando pela fixação da quantia de R$ 1.000,00 mensais, logo, o valor desta causa será de R$ 12.000,00 (doze mil reais).

Na ação de divisão, demarcação e reivindicação, a estimativa oficial para lançamento do imposto.

O valor da causa poderá ser impugnado pelo réu, no prazo da contestação. A impugnação será autuada em apenso e o juiz estabelecerá o valor a ser atribuído à causa.(Artigo 261, CPC)

 

Caso não haja impugnação ao valor da causa por parte do réu, presume-se aceito o valor. Importante mencionar que o valor da causa é objeto para impugnação pela parte adversa.

 

Bom, espero de alguma forma ter auxiliado nos estudos.
Escrevam abaixo suas dúvidas, dicas e sugestões.
Obrigado.

*Fagner Pias, é Advogado. Pós-Graduado em Direito Civil e Processual Civil. Mestrando em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social, pela UniCruz-RS.

envie-artigo-pj

 | Website

Você pode enviar seu artigo para ser publicado. Leia a página COLABORE e saiba mais.

Receba artigos e notícias do Megajurídico no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/megajuridico.
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do(a) autor(a)

Most Read

Seja colunista

Faça parte do time seleto de especialistas que escrevem sobre o direito no Megajuridico®.

Últimas

- Publicidade -