domingo,3 março 2024
NotíciasPolícia realiza operação contra falsos advogados que aplicavam golpes em diversas regiões...

Polícia realiza operação contra falsos advogados que aplicavam golpes em diversas regiões do Brasil

Operação aconteceu na manhã desta quarta-feira (22) em Maracanaú, Pacatuba e Fortaleza, no Ceará, e também em Guarulhos, em São Paulo.

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) e a Polícia Civil do Ceará (PCCE) deflagraram na manhã desta quarta-feira (22) uma operação contra suspeitos que se passavam por advogados e aplicavam golpes em pessoas de diversas regiões do Brasil.

Conforme a corporação, 16 suspeitos foram presos. Todas as prisões, segundo a polícia, foram no Ceará.

Segundo a polícia, os investigados faziam contato com pessoas que tinham valores a receber em precatórios, realizavam a cobrança utilizando documentos falsos e prometiam liberar o dinheiro o mais breve possível.

Em Curitiba, 50 pessoas registraram boletim de ocorrência sobre o fato.

A ação acontece também em Maracanaú, Pacatuba e Fortaleza, no Ceará e em Guarulhos (SP). De acordo com as investigações, o grupo tinha como alvo principal vítimas do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Nos endereços onde estavam os falsos escritórios, conforme a polícia, eram estabelecimentos como pastelaria e lojas.

Segundo a corporação, 83 ordens judiciais foram expedidas, sendo 20 de prisão e 63 de busca e apreensão.

De acordo com as investigações, os suspeitos também criavam registros falsos no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Porém, ao fazerem em contato com as vítimas, davam informações reais sobre processos dos quais elas eram partes.

Eles também aplicavam golpes via aplicativo de mensagens, onde pediam dinheiro às vítimas para que pagassem os supostos documentos.

A Ordem de Advogados do Brasil (OAB) informou que está dando suporte às investigações e que reforçam a importância de denunciar esse tipo de situação para as autoridades.

“Reforçamos tanto para a classe quanto para a comunidade a importância de denunciar esse tipo de situação para que as autoridades policiais possam atuar e erradicar o problema”, disse a presidente da OAB Paraná, Marilena Winter.

g1 PR — Curitiba

Perfil editorial do Megajurídico, criador e editor de conteúdo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Seja colunista

Faça parte do time seleto de especialistas que escrevem sobre o direito no Megajuridico®.

Mais do(a) autor(a)

Últimas

- Publicidade -