Poesia do Vade Mecum – homenagem jurídica ao Dia Mundial do Livro

Hoje é Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor, instituído pela UNESCO, em razão da data de 23 de abril assinalar o falecimento de vários escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

Sendo assim, nada mais justo que prestar uma homenagem ao livro jurídico mais amado e usado pelos estudantes, advogados e juristas: o Vade Mecum!

Eis então, a minha homenagem poética:

poesia do vade

Poesia do Vade Mecum

 

Ele vai comigo

aonde eu for.

É meu amigo

e eterno amor.

 

O Vade Mecum reúne

a nossa extensa legislação:

Leis específicas, Estatutos,

Códigos e a Constituição.

 

Além disso, no Vade tem

as súmulas do STF e do STJ,

tem enunciados e muitas leis

que a gente nem nota.

 

Eu acho ele lindo

todo colorido e marcado.

Já nem mais ligo

o tanto que ele é pesado.

 

É ele quem me socorre,

pois é meu leal companheiro.

É ele quem me protege

como um bom escudeiro.

 

Ele vai comigo

aonde eu for.

É meu amigo

e eterno amor.

 

 

 

Rafael Clodomiro
Escritor, poeta e advogado. Idealizador do projeto "Poerídica" (poesia jurídica) (fb.com/poeridica). Vencedor do Prêmio Nacional UFF de Literatura 2009 e do IV Prêmio Moledo Sartori de Monografia Jurídica 2012. Servidor Público e pós-graduado em Gestão Pública na Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.
[fbcomments]

Deixe uma resposta