Poesia jurídica de hoje é para declarar nosso Amor ao Direito e também para servir de autoestima para todos eternos estudantes de Direito que seguem sua missão jurídica que escolheram para sua vida!

Parabéns a vocês que fazem Direito!

escudo

Poerídica: Orgulho de fazer Direito

 

Sou conteúdo

do meu estudo

e da minha dedicação.

Tenho, apesar de tudo,

minha fonte, meu escudo

na Constituição.

 

Sou intérprete da lei

para que ela não seja

mal interpretada.

Sou defensor da ética,

dos bons costumes

e da pessoa desrespeitada.

 

Meu conflito de competência

está entre a razão e a emoção.

Quem me julga pela aparência

desconhece minha fundamentação.

 

O aplicador do Direito

não é exclusivamente um advogado,

promotor, procurador ou magistrado,

quem aplica o Direito

é quem tem a consciência superior

ao egoísmo, ao pessimismo e ao cinismo,

é quem vai além dos fatos reais,

além das provas documentais,

além das normas processuais,

pois o ser humano é muito mais

do que um artigo ou um inciso,

do que os direitos fundamentais.

 

Quando tudo for regra jurídica,

atire o primeiro princípio.

 

Se eu pudesse voltar no tempo

eu faria Direito de novo,

pois de Errado

já basta a maldade de muitos.

Deixe uma resposta