Em comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira (15), a Coordenação Nacional das Caixas de Assistência (Concad) da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou que, tão logo seja possível, vai buscar fornecedores de vacinas contra o coronavírus, que não estejam concorrendo com o poder público, observada a quantidade estritamente necessária à advocacia e desde que não acarrete qualquer prejuízo à sociedade civil.

A Concad informa que todas as Caixas de Assistência dos estados, tendo em vista a expertise adquirida em suas campanhas de vacinação contra a Influenza, se colocarão oficialmente à disposição das Secretarias de Saúde para prestar auxílio solidário à rápida imunização da sociedade civil. Também empreenderá esforços para auxiliar a advocacia nos encaminhamentos para a rede pública ou privada, de forma a garantir celeridade no atendimento e mitigar as consequências da covid-19.

A Ordem dos Advogados do Brasil criou uma comissão especial para tentar negociar com laboratórios a compra de doses de vacina contra a Covid-19. Quem lidera a comissão é o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), Rodolfo Otávio Mota, que garante que a intenção é atender 1,3 milhão de advogados. Além dos advogados, a intenção é adquirir vacinas para familiares e dependentes os advogados.

CLIQUE AQUI e leia a nota oficial na íntegra

Perfil editorial do Megajurídico, criador e editor de conteúdo.

Deixe uma resposta