sábado, 13/julho/2024
ArtigosMulta de trânsito: é necessária dupla notificação da pessoa jurídica que não...

Multa de trânsito: é necessária dupla notificação da pessoa jurídica que não indica condutor infrator

Em dezembro de 2021, no julgamento de recurso especial repetitivo nº 1.925.456 (Tema 1.097), a 1ª Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiu que, em se tratando de multa aplicada às pessoas jurídicas proprietárias de veículo, fundamentada na ausência de indicação do condutor infrator, é obrigatório observar a necessidade de dupla notificação.

No caso, a primeira notificação é referente à autuação da infração, e a segunda, acerca da aplicação da penalidade, conforme estabelecido nos artigos 280, 281 e 282 do Código de Trânsito Brasileiro.

O relator do recurso repetitivo, o ministro Herman Benjamin explicou que a notificação materializa o devido processo legal, pois instaura o contraditório – instituto fundamental em uma relação jurídica que implique algum tipo de sanção.

Ainda, pontuou que se tratam de duas situações diferentes: Uma é a infração de trânsito, cometida por uma pessoa física; a outra é a obrigação de a pessoa jurídica, proprietária do veículo, indicar o condutor.
No mesmo sentido, foi destacado o que dispõe o artigo 257, parágrafos 7º e 8º do CTB, onde resta claro que se trata de violações autônomas.

Logo, são infrações distintas e a notificação deve ocorrer em relação a cada uma delas, de forma separada e sucessiva, até porque, conforme sabiamente explicado pelo ministro, o direito de defesa a ser exercido em cada uma será aplicado de forma distinta, razão suficiente para que se estabeleça relação processual diferenciada para cada situação.

Desta forma, uma vez que houve a fixação do precedente qualificado pelo STJ, irão voltar a tramitar as ações sobre o mesmo tema que estavam suspensas.

No mesmo sentido, caso haja a aplicação de penalidade sem a dupla notificação, a empresa poderá pleitear por meio de recurso a sua anulação, para que seja respeitado o devido processo legal

Marcos Roberto Hasse
Hasse Advocacia

Graduado em direito na FURB – Universidade Regional de Blumenau/SC em (1995). Pós Graduado em Direito Tributário e Processual Tributário (2002), pela UNIVILLE –Universidade da Região de Joinville/SC. Advogado atuante nas matérias de Direito Civil, Tributário, Previdenciário, Trabalhista e Ambiental. Foi professor na UNERJ – Universidade Regional de Jaraguá do Sul/SC, hoje Católica de Santa Catarina.

Receba artigos e notícias do Megajurídico no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/megajuridico.
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do(a) autor(a)

Most Read

Seja colunista

Faça parte do time seleto de especialistas que escrevem sobre o direito no Megajuridico®.

Últimas

- Publicidade -