Imagem reprodução MEC.

O ministério da Educação irá criar o curso para formar profissionais para atuarem em escritórios de advocacia, departamentos jurídicos, cartórios judiciais e extrajudiciais, departamentos de recursos humanos, financeiro e contábil e serviços de atendimento ao cliente.

De acordo com o CNCT, a carga horária mínima será de 800 horas, com duração aproximada de um ano, com a possibilidade de ser realizado à distância.

Para ingresso, o requisito é a conclusão do Ensino Médio (no curso técnico subsequente ou concomitante) ou Ensino Fundamental (para os cursos técnicos integrado ao Ensino Médio e à Educação de Jovens e Adultos).

Segundo as informações do CNCT, o técnico em serviços jurídicos será habilitado para:

  • Executar atividades administrativas de planejamento, organização, direção e controle em rotinas de escritórios de advocacia e demais organizações que disponham de departamento jurídico.
  • Prestar suporte e apoio técnico-administrativo a profissionais da área jurídica.
  • Acompanhar, gerenciar e arquivar documentos e processos de natureza jurídica.
  • Prestar atendimento receptivo ao público.

Para atuação como Técnico em Serviços Jurídicos, são fundamentais:

  • Conhecimentos e saberes relacionados ao direito, de modo a atuar em conformidade com as legislações e diretrizes de órgãos reguladores, como também com as normas de saúde e segurança do trabalho.
  • Atuação de forma proativa em atividades de mediação, de resolução de conflitos, de situações-problema e trabalho em equipe, com comunicação clara e cordial e respeito à diversidade.

Ainda não foram divulgadas as instituições autorizadas a ofertar o curso.

Confira a página do CNCT com as informações sobre o curso técnico.

Perfil editorial do Megajurídico, criador e editor de conteúdo.

Deixe uma resposta