sexta-feira, 12/julho/2024
Poesia jurídicaMalhação do Estudante de Direito

Malhação do Estudante de Direito

como malha
Crédito da foto: G1

A poesia jurídica de hoje relata como é a Malhação do Estudante de Direito.

O Estudante de Direito malha e malha muito, mas sua malhação é diferenciada!
Confira:

Poerídica: Malhação do Estudante de Direito

 

A atividade física do Estudante de Direito
é na Academia dos Conhecimentos.
Lá ele aprende a manter uma boa forma
para fortalecer e definir seus argumentos.

Quando o Estudante malha regularmente,
ele entorpece seu raciocínio, exercita a mente.
Deste modo, seu metabolismo fica acelerado
aumentando os músculos do seu aprendizado.

As fontes do Direito auxiliam nos exercícios:
costumes e princípios são os aquecimentos,
pegam-se as leis para fazer os alongamentos,
com as doutrinas evolui-se nos movimentos
e a jurisprudência serve como suplemento.

Pra ser forte é preciso emagrecer a ignorância
e deixar os neurônios turbinados e inteiros.
Cérebro de Estudante de Direito não pode ser fraco,
tem que ser marombeiro!

Quando o Estudante de Direito diz “Eu malho”,
na verdade, ele quer dizer “Eu estudo”,
pois sabe-se que o fundamental é o conteúdo.
E estudo, é quase tudo.

Mas o cérebro não sobrevive só de musculação,
necessita também de uma boa nutrição.
Ou seja, para ter uma vida saudável deve-se unir
conhecimento, ação e um coração sempre a expandir!

Escritor, poeta e advogado.

Receba artigos e notícias do Megajurídico no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/megajuridico.
spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais do(a) autor(a)

Most Read

Seja colunista

Faça parte do time seleto de especialistas que escrevem sobre o direito no Megajuridico®.

Últimas

- Publicidade -