Juiz determina que preso seja levado à audiência em ‘Lombo de burro’

Uma decisão inusitada do poder judiciário maranhense.
Após ser obrigado a adiar uma audiência criminal de réu preso porque não havia viatura para conduzi-lo a audiência, juiz determina levar o preso em “lombo de burro”.

Juiz foi obrigado a suspender uma audiência porque o acusado não compareceu ao Fórum do município de Cururupu, que fica a 465 km de São Luís. Como está detido, o acusado precisava ser transportado pela polícia, que alegou que não tinha carro.

 

No mesmo dia, diante de todos as pessoas que foram ao local e iriam participar da audiência, o juiz, Celso Serafim Júnior, marcou uma nova audiência, para o dia 21 de maio de 2014.

 

 

“Saliento que na impossibilidade de haver viatura deverá a autoridade policial trazer o acusado em lombo de burro, carro de boi, charrete ou táxi”.

 

preso

 

Serafim Júnior disse que é obrigação do Estado a locomoção dos presos, e que a data da audiência havia sido informada previamente às autoridades.

 

A imagem da decisão foi postada no facebook, pelo presidente da Associação de Magistrados do Maranhão, Gervásio Protásio. Ele ainda acrescentou que “a falta de estrutura prejudica o trabalho do judiciário“.

Redação
Redação
Perfil editorial do Megajurídico, criador e editor de conteúdo.
[fbcomments]

Deixe uma resposta