Declaro-o: Estudante de Direito

Que fique claro: quem escolheu cursar Direito, será sempre um Estudante.

A poesia de hoje é direcionada mais aos  “calouros”, aqueles que acabaram de entrar no mundo jurídico e dele não conseguirão mais sair…

 
estudante
 

Declaro-o: Estudante de Direito

 

Fez o vestibular, fez a matrícula,

escolheu um caminho de ouro,

de pedras, de barrancos e trancos,

seja bem vindo calouro!!!

 

Um brinde a sua capacidade!

Um brinde a sua força de vontade!

Agora não tem jeito,

já foi aceito,

assim aproveito

e declaro-o:

Estudante de Direito…

 

na riqueza e na pobreza,

na alegria e na tristeza,

 

na saúde e na doença,

no despacho e na sentença,

 

na questão objetiva e na discursiva,

na aula vista e na aula perdida,

 

na dúvida e no esquecimento,

no chute e no argumento,

 

no aprendizado e no “sabe de nada”,

na prova digna e na prova colada,

 

na nota baixa e na nota alta,

nos debates em sala de aula,

 

no estágio e na audiência,

na preguiça e na persistência,

 

na rua e na reunião de família,

na explicação pro amigo e pra tia,

 

na consulta ao Vade Mecum ou não,

no trabalho em grupo ou não,

 

na doutrina e na jurisprudência,

na prova final e na dependência,

 

na escrita e na sustentação oral,

na Lei Maior e na infraconstitucional,

 

no exame da OAB e no TCC,

na certeza e no “o que vou fazer?”,

 

na hora da prova e na correção,

no cursinho e na pós-graduação…

 

Pois vida de Estudante de Direito é assim,

esforço e dedicação constantemente,

e por mais que lute, avance e tente,

será Estudante de Direito para sempre!

Rafael Clodomiro
Escritor, poeta e advogado. Idealizador do projeto "Poerídica" (poesia jurídica) (fb.com/poeridica). Vencedor do Prêmio Nacional UFF de Literatura 2009 e do IV Prêmio Moledo Sartori de Monografia Jurídica 2012. Servidor Público e pós-graduado em Gestão Pública na Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.
[fbcomments]

Deixe uma resposta